A vida, sorrisos, histórias, viagens, amigos, novidades, cusquices, banalidades, tormentos e muito de Alcobaça...

.mais sobre mim

.posts recentes

. Falando sobre como somos....

. Brevemente...

. Foi assim uma destas minh...

. Conhecer interiormente???...

. Cifrado?

. Para ti...hoje...

. Traveller Candy

. Em breve por terra das sa...

. 403 Euros?

. Sugestão.

.arquivos

. Agosto 2010

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Agosto 2005

. Julho 2005

.links amigos

Terça-feira, 24 de Agosto de 2010

Falando sobre como somos...

Ontem, em conversa com alguém, quis explicar como sou, porque não me conhece...e vi que nunca tinha pensado verdadeiramente nisso. Pois então, como te disse, funciono por dois pólos ( não, não sou bipolarJ ) . Pelo lado positivo, sou emotiva, decidida, poderosa e apaixonada. Do lado negativo, se me pisam os calos, vem ao de cima a impulsividade, fico ressentida e posso cair numa crueldade profunda e magoar quem me magoa. Não sou vingativa, mas sim uma defesa. Por muito que queira controlar o polo negativo, não consigo, está enraízado na minha personalidade. Talvez por isso, por esta defesa, tenha dito coisas cruéis e...afastado uma das pessoas amigas mais importantes da minha vida, recentemente. Claro que sofro com isso, todos os dias, mas um dos meus defeitos é tentar demonstrar sempre força e nunca fraqueza até ao último momento, ou fico com a sensação de estar a descoberto. E não admito a falta que sinto dela.

No fundo, cuido muito dos amigos, mas quando sou traída é difícil recuperar a minha amizade e confiança. É difícil, mas não impossível, acho que estou mais branda com a idadeJ.

Não gosto do superficial das pessoas ou das coisas, nem relações sem sentido, porque não gosto de afagos fáceis e não suporto adulação.

Sei que transmito uma imagem calma, mas internamente há um magnetismo e uma força que ninguém faz ideia. Sou até bastante nervosa em situações de crise... Sei que muitas vezes também sou acusada de parecer estar ausente e de não envolver-me, mas quero primeiro observar ( posso ser muito crítica ) tudo a minha volta. Só dou um passo, quando tenho a certeza que não vou cair.

Sou sensível e facilmente magoável, mas escondo instintivamente, porque...ainda não sei bem muito bem porquê...

No trabalho sou empenhada, consigo orientar as estratégias no meu sentido, talvez seja onde me sinto mais forte, onde sei que tenho provas dadas e não tenho nada a provar a ninguém.

Tenho o defeito de não olhar para o relógio enquanto trabalho, as horas esticam-se, e perdi algumas coisas por isso, por ser em excesso. Mas eu sou de excessos, faço tudo com paixão e o meu trabalho é uma paixão para mim. Se não quero perder mais algumas coisas, tenho a noção que tenho de abrandar.

Sou facilmente afectada ( muito sensível! ) pelas circunstâncias que me rodeiam ( embora esconda ), mas nunca ninguém me vê uma lágrima, ou raramente, apenas pessoas muito próximas. Não me permito chorar em público. Esta minha mania de achar que mostrar sentimentos é sinal de fraqueza...mania estúpida, mas sou assim. Embora já consiga hoje em dia, e tento, que não seja assim.

Sou aberta a causas, quaisquer que sejam, dou tudo de mim se acharem que posso ter um peso relevante em qualquer circunstância.

Quem amo, é tudo para mim, e daria a vida por eles, sem olhar um segundo para trás. No entanto, nunca amei, a experiência mais próxima foi amor fraterno, de tia, incondicional. E nunca amei, porque nunca me permiti, porque se desse o passo, tive receio de não estar lá o próximo degrau...e cair. Pode parecer de alguma frieza, mas é como se colocasse uma barreira no sentimento e não deixo que passe dali...e se passa, fugi sempreJ.

Adoro a minha cidade, muitas vezes parti, mas regressei sempre, há um magnetismo desta cidade em mim. E como me dedico incondicionalmente a esta minha paixão que é Alcobaça, tento fazer tudo para que melhore. Fa-lo-ei em todas as frentes ( institucionais / politicamente ) e socialmente ( porque escondo todos as acções sociais que faço ), não quero cá bajulaçõesJ.

O resto, bem, tenho outras qualidades, outros defeitos, mas só quem convive mais tempo, as vai descobrindo.

Não escondo que na intimidade, e o meu signo está muito ligado a isso ( não é que ligue muito a signos ), somos bastante sensitivos e sensuais, e acho que tem um papel importante na vida.

Mas concordo quando dizem que escorpião é uma pessoa apaixonada e sensual. Para nós fazer amor é quase um acto espiritual e sentimos uma intensidade de sentimentos diferente. Tem um papel importante, a componente física também de fazer amor, embora no meu caso, só me revelo e entrego quando tenho mais intimidade com a pessoa. As primeiras vezes podem parecer de alguma distãncia, e pouco diálogo, mas é por como já expliquei, demoro tempo a revelar-me e a fazer coisas que só faço quando me sinto perfeitamente bem com a pessoa.

Mas para o bem e para o mal, ninguém é perfeito, e temos de gostar das qualidades do próximo, mas também dos defeitos. Espero isso das pessoas e é isso que podem esperar de mim.

 

E podia alongar-me bastante nesta auto descrição e momento de auto-análise, mas penso que a piada está em descobrir as pessoas, ao convivermos com elas...


publicado por pim às 09:42

link do post | comentar | favorito
|

.pesquisar

 

.Agosto 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
25
26
27
28

29
30
31